EVENTOS
PREGO BATIDO

PROJETO RETRATO ABERTO
A Fala de Quem é da Fala!

dia 28 de maio às 20h
LIVE instagram @ederrochasantos

MESTRA BADIA NAGÔ

MESTRA BADIA NAGÔ

Maria do Carmo Henrique de Lima nasceu e cresceu pelas ruas das cidades de Recife e Olinda. Desde criança desenvolveu a arte dos fazeres manuais com seus pais, avó paterna e costureiras da 
comunidade do bairro de Jardim Brasil I e Vila Popular em Olinda/PE e entre as costureiras estava Dona Lia (em memória), Dona Josefa e Dona Terezinha.
Com sua mãe aprendeu a arte da costura à mão, fazeres de roupas, cortinas e colchas com retalhos, fuxicos e outras peculiaridades que compõem o arsenal do artesanato nordestino.
Quando criança costumava frequentar os terreiros religiosos, de onde vieram as primeiras referências de vestimentas tradicionais...
Aos 6 anos de idade recebeu como herança de seu avô materno, Sr. Antônio Justino da Silva, a primeira imagem e reconhecimento de vestimenta de Caboclo de Lança de Goiana/PE.
No ano de 1988, foi monitora para confecção de instrumentos musicais de origem afro-brasileira no 
projeto “Pés Descalços Também Fazem Música”. Monitora também para confecção de figurinos e 
adereços ligados às tradições populares artesão e integrante do Maracatu Nação Elefante Arundo Terceiro e participou da oficina de cerâmica com o mestre Nado do Barro. Em 1994 participou do alé popular de Olinda “Nogolo”. E em 2003 realizou o curso de formação “A Arte do Brincante para Educadores” no Teatro Escola Brincante – SP. Com o projeto “O Cavalo Marinho no imaginário da cena teatral e de contadores de histórias” em parceria com Mestre Moxé, Moisés Ribeiro, divulgou com base nos personagens de Catirina e Mateus, a arte do cavalo marinho para crianças de 3 a 6 anos na Escola Ciranda (2003) e no Centro de Estudos Casa Redonda (2004) e, ainda, no Teatro Escola Brincante (2004), no estado de SP. 
No ano de 2001 atuou como aderecista, figurinista e cenógrafa do grupo “Calungas do Passo” –SP 
(2002-2003) e do espetáculo “Dançando Histórias” de Cristiane Velasco - SP (2003) e como arte-educadora na OCA Associação a Aldeia de Carapicuíba – SP (2001-2009), no Lar Madre Benedita – SP 
(2004-2007) e na Escola Ciranda –SP (2003-2009). 
De 2005 a 2008, no Teatro Escola Brincante, ministrou cursos de capacitação para professores em parceria com Maria Cristina Cruz, com o foco na cultura brasileira, ciclo de festas populares e oficinas de construção de adereços da cultura popular, utilizando materiais recicláveis.
É formada de capoeira, Mestre Moxé, grupo Porto dos Malês, atuante no universo da capoeira desde 2003 consagrada como capitã d'areia Badia e atua em parceria com Mestre Moxé em todas as atividades do Grupo Cultural e Artístico Baobá de Malê. 
Em Peruíbe desde 2012, formou-se Técnica em Modelagem de Vestuário pela ETEC na Turma de
2014/2015 e desenvolve trabalhos na área de confecção de adereços, figurinos e indumentária desde 1998 até os dias de hoje.
Com Mestre Moxé criou o Grupo Cultural e Artístico Baobá de Malê e o Espaço Cultural Quilombo Baobá, sediado no bairro do Caraguava e realizou diversas atividades culturais no município.

GRANDE RODA DE ILÚ!
Ministrada por Thiago Nagô!

Será uma grande roda, onde o professor Thiago Nagô estará fazendo uma prática com o instrumento Ilú, com os ritmos da Jurema Sagrada os do Candomblé Nagô. 

Dia 15 de junho das 14h às 17h na praça Amadeu Decome
Rua Cerro Corá com Rua Sepetiba.

Valor por pessoa de R$ 50,00.

Chave PIX: 09153558413 cpf Thiago Rodrigo da Silva - NuBank

18216311_1310102675709735_2021319678_o.jpg
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • YouTube
  • TikTok